sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Acupuntura e o Enfermeiro.

O Enfermeiro vê o ser humano como um todo e identifica-se com a Acupuntura.
O DIAGNÓSTICO DE ENFERMAGEM e a ACUPUNTURA! ENFERMEIRO TEM CONHECIMENTO CIENTÍFICO, E SEU PRÓPRIO CONSELHO FEDERAL e REGIONAL (COFEN, COREN)!

O Enfermeiro, como profissional graduado no conhecimento técnico/científico de enfermagem, atuando através de procedimentos invasivos ou não (“inserção de agulhas”, cateteres, administração de medicações, curativos, consulta de enfermagem, diagnóstico de enfermagem, avaliação de sinais vitais, orientações,Home Care, aplicação de terapias holísticas, etc...), desde cedo é impelido a trabalhar prevenção e promoção de saúde, nos vários níveis de assistência. Conforme a American Nurses Association (ANA), em seu Social Policy Statement, “enfermagem, é o diagnóstico e tratamento das respostas humanas à saúde e à doença, e tem como foco do cuidado e da pesquisa em enfermagem uma imensa lista no auto-cuidado” (ANA, 1995, apud SMELTZER; BARE, 2002, p.03). O processo de enfermagem engloba as ações de “investigação, diagnóstico de enfermagem, planejamento, implementação das ações e avaliação” (MAZER, MODESTO, VALL, 2010). Na conduta de enfermagem, a investigação é o ato de coletar informações do indivíduo, (queixas, hábitos, história patológica pregressa, história familiar, exame físico, ambiente de trabalho, exposição a riscos, etc...). Já o diagnóstico de enfermagem é o processo de julgamento das investigações, identificando desequilíbrios, dificuldades, riscos, etc..., para que se possa planejar as ações. O planejamento depende do diagnóstico e visa, selecionar prioridades, traçar objetivos, determinar conduta e procedimentos de intervenção. A implementação das ações é a fase onde o Enfermeiro aplica os procedimentos de intervenção propostos conforme o planejamento para prevenir riscos e promover saúde. È nessa fase que a Acupuntura tem o papel de complementação das ações de enfermagem dentro do processo. E toda essa sistematização fecha o ciclo do cuidado, através da avaliação dos resultados para os objetivos propostos no processo de enfermagem. Sendo o bem-estar equivalente de saúde, e um dos objetivos do Enfermeiro, Leddy e Pepper citados no tratado de Enfermagem argumentam que: (...) O bem-estar é indicado (...) pela capacidade da pessoa de realizar o melhor de suas potencialidades, pela capacidade de ajustar-se e adaptar-se às várias situações, por um relato de sensação de bem estar e por um sentimento de que todas as coisas se completam e harmonizam. (...) O fato de a sensação de bem-estar ter um caráter subjetivo enfatiza a importância de reconhecer e responder à individualidade do paciente e à diversidade da atenção à saúde e de enfermagem (Leddy e Pepper, 1998, apud, SMELTZER; BARE, 2002, p.04). No item saúde, do tratado de Enfermagem Médico-Cirúrgica encontramos a seguinte descrição: O modo como a saúde é percebida depende de com ela é definida (...) a Organização Mundial da Saúde (OMS) define saúde como um estado de completo bem-estar físico, mental e social (...) .Tal definição de saúde não permite qualquer variação nos graus de bem-estar ou doença. Por outro lado o conceito do contínuo saúde-bem-estar favorece uma maior descrição do estado de saúde de uma pessoa. Ao ver a saúde e doença como um contínuo, é possível considerar uma pessoa como não completamente saudável e não completamente doente. Ao contrário disso, o estado de saúde da pessoa é variável e tem o potencial de variar do nível mais elevado de bem-estar ao de saúde extremamente precária (...). O modelo do contínuo saúde-doença possibilita a visão da pessoa enquanto possuidora, simultaneamente, de graus de saúde e doença (SMELTZER; BARE, 2002, p.04). A essência da enfermagem é o cuidar, e a Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE) é a metodologia usada para planejar; executar e avaliar o cuidado, tratando-se de ferramenta fundamental do trabalho do enfermeiro (...) (CHAVES, 2009). Portanto, Diagnóstico de Enfermagem, não é Diagnóstico Médico! O Diagnóstico de Enfermagem, está compreendido na conduta científica do ato de se fazer Enfermagem.

Fonte:Anderson de Mello Soares, Coren-RJ 304.389
https://www.facebook.com/acupuntura.natural.br?ref=br_rs


Um comentário:

  1. Quanto mais se aprende mais se tem pra oferecer, é maravilhoso poder contar com profissionais capacitados e que ainda se interessam por outras técnicas.

    Querida venho do blog "Entre Blogs!, convido-lhe a uma visita ao Masso Vita.

    Abraços e carinhos
    My
    www.massovita.com

    ResponderExcluir